quinta-feira, 30 de agosto de 2012

ENERGIA E MEIO-AMBIENTE - FONTE EÓLICA NO BRASIL E WINDPOWER 2012 RIO



Local
Centro de Convenções Sulamérica
Endereço - Rua Beatriz Larragoiti Lucas, Acesso 3 / Centro
Rio de Janeiro / RJ / Brasil 

Programação
Horários do evento:

Dia 29/08
16 horas – Credenciamento
16h30 – 18h - Cerimônia de Abertura
18h – 19h30 - Abertura da Feira e Coquetel de Lançamento

Dia 30/08
8h – Credenciamento e abertura da feira
8h45 - Início da plenária
19h – Encerramento do segundo dia
19h00 - 23h - Jantar de Confraternização

Dia 31/08
8h – Credenciamento e abertura da feira
8h45 - Início da plenária
16h - Encerramento da Feira
18h - Encerramento do evento

A energia eólica é a fonte de geração de energia elétrica que mais cresce no Brasil. Os cerca de 7 GW de potência nova já contratada a ser instalada garantem negócios da ordem de US$ 18 bi nos próximos anos.

O potencial eólico brasileiro é estimado em 300GW e a expectativa do setor elétrico brasileiro é de contratar pelo menos 2,5 GW por ano até 2020, acrescentando, a partir de 2012, mais 20GW de energia eólica ao sistema e movimentando cerca de USD50bi.

O Brazil Windpower, 3ª Conferência e Feira de Negócios, promovido anualmente pela ABEEólica, GWEC e Grupo CanalEnergia, é a melhor oportunidade de estar no mercado eólico brasileiro.

Não perca tempo e garanta a participação de sua empresa no maior evento de energia eólica da América Latina.

A língua oficial do Brazil Windpower é o português. As palestras apresentadas em outro idioma serão traduzidas simultaneamente.

<<<>>>

Energia eólica: país chegará a 2015 com 8 gigawatts de capacidade instalada, diz Tolmasquim
29/08/2012
Nielmar de Oliveira
Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro - O presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Maurício Tolmasquim, estimou que o parque eólico do país chegará a 8 gigawats (GW) de capacidade instalada de geração de energia até 2015. Segundo ele, o Brasil, que hoje ocupa a vigésima posição no mundo entre os países que produzem energia a partir dos ventos, com uma capacidade instalada de 2 GW, no próximo ano já estará entre os dez países.

O presidente da EPE (a empresa responsável pelo planejamento energético brasileiro) participou hoje (29) da cerimônia de abertura do Brasil Windpower 2012, maior evento sobre energia eólica da América Latina, e que ocorre até sexta-feira (31), na capital fluminense.

“As perspectivas do setor de energia eólica no país são muito boas. Ela tem tido um crescimento muito expressivo no Brasil. E a boa notícia é que o consumidor não tem que pagar nada a mais por isso, uma vez que o preço da energia eólica hoje, no país, caiu a um terço do que era a três ou quatro anos atrás - e já é bastante competitivo em relação às outras fontes”.

Tolmasquim também ressaltou o crescimento da indústria de aerogeradores no país. “Hoje nós já temos 11 empresas instaladas no país, algumas das quais já atendendo aos critérios de conteúdo nacional estabelecido pelo BNDES [Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social]. Ou seja, produzindo com mais de 60% de conteúdo nacional em seus equipamentos - o que é positivo porque gera emprego no país”.

Edição: Aécio Amado

2 comentários:

Anônimo disse...

Bom dia

Gostei muito da matéria.

Um abraço

f.liz

Mariana disse...

Sempre que se possa aproveitar a energia do vento vai ser melhor para o meio ambiente, porque é algo natural.
Eu estou no setor da dermatologia no rio de janeiro e sempre gosto que as coisas sejam naturais em todo sentido.